Tecnologia em Metalurgia, Materiais e Mineração
https://tecnologiammm.com.br/doi/10.4322/2176-1523.20191675
Tecnologia em Metalurgia, Materiais e Mineração
Artigo Original

CARACTERIZAÇÃO FÍSICA, QUÍMICA E MINERALÓGICA DO JASPILITO DE CARAJÁS

PHYSICAL, CHEMICAL AND MINERALOGICAL CHARACTERIZATION OF JASPILITE FROM CARAJÁS

William Thiago de Sousa da Silva, Geanso Miranda de Moura, Denilson da Silva Costa, Douglas Martins Sousa, Roberto Tetsuo Fujiyama

Downloads: 0
Views: 13

Resumo

O jaspilito é uma rocha característica da formação Carajás, composta normalmente por bandamentos de jaspe e minerais de ferro, e que atualmente é classificado como estéril nas minas do complexo Carajás. O objetivo do presente trabalho foi contribuir para o desenvolvimento de possíveis rotas de processamento a fim de possibilitar o aproveitamento econômico do jaspilito de Carajás. Para atingir esse objetivo, foi feita a caracterização física, química e mineralógica do jaspilito: Work Index de Bond para a determinação do consumo energético na moagem, difração de raios-X para determinação e quantificação das espécies minerais presentes, microscopia ótica para observação dos minerais sob luz refletida e análise química por fluorescência de raios-X. O jaspilito analisado apresentou um Work Index superior a 15 kWh/t, teor de 34,19% de ferro e as fases minerais identificadas foram quartzo (47,3%), magnetita (41,5%), goethita (9,0%) e hematita (2,2%). Pelos resultados obtidos, conclui-se que é possível traçar rotas de processamento para o aproveitamento econômico do jaspilito de Carajás.

Palavras-chave

Caracterização; Jaspilito; Carajás.

Abstract

The jaspilite is a characteristic rock of the Carajás formation, usually composed of jasper bands and iron minerals, and is currently classified as barren in the mines of the Carajás complex. The objective of this work was to contribute to the development of possible processing routes in order to allow the economic use of Carajás jaspilito. In order to reach this objective, the physical, chemical and mineralogical characterization of the jaspilite was carried out: Bond Work Index for the determination of energy consumption in the milling, X-ray diffraction for determination and quantification of the mineral species present, optical microscopy for minerals observation under reflected light and chemical analysis by X-ray fluorescence. The analyzed jaspilite presented a Work Index superior to 15 kWh / t, 34,19% iron content and the identified mineral phases were quartz (47.3%), magnetite (41.5%), goethite (9.0%) and hematite (2.2%). From the results obtained, it is concluded that it is possible to trace processing routes for the economic use of Carajás jaspilito.

Keywords

Characterization; Jaspilite ores; Carajás.

Referências

1 Neumann R, Schneider CL, Alcover A No. Caracterização tecnológica de minérios. In: Luz AB. Tratamento de minérios. 5. ed. Rio de Janeiro: CETEM; 2010. p. 85-137.

2 Carvalho PSL, Silva MM, Rocio MAA, Moszkowicz J. Minério de ferro. BNDES; 2017 [acesso em 15 nov. 2017]. Disponível em: https://web.bndes.gov.br/bib/jspui/bitstream/1408/4802/1/BS%2039%20min%C3%A9rio%20de%20ferro_P.pdf

3 Associação Brasileira de Normas Técnicas. NBR 11376. Rio de Janeiro: ABNT; 1990.

4 Bond FC. The third theory of comminution. Transaction AIME. 1952;193:484-494.

5 Napier Munn TJ, Morrell S, Morrinson RD, Kojovic T. Mineral cominuition: their operation and optmisation. Queensland: Julius Kruttschnitt Mineral Research Centre ; 1999. p. 63.

6 Vasconcelos LA, Brandão PRG, Lemos LN. Estudos de caracterização e concentração de itabirito compacto do Complexo Serra Azul, MG. Associação Brasileira de Materiais Metalurgia e Mineração; 2012 [acesso em 10 out. 2017]. Disponível em: http://www.tecnologiammm.com.br/files/v9n2/v9n2a02.pdf.

7 Gomes FB. A prensa de rolos como alternativa para os circuitos de cominuição nas atividades de mineração e a viabilidade de sua aplicação [dissertação]. UFMG; 2010.

8 Macambira JB. O ambiente deposicional da Formação Carajás e uma proposta de modelo evolutivo para a Bacia Grão Pará [tese]. Campinas: Instituto de Geociências, Universidade Estadual de Campinas; 2003.

9 Abreu SS. Petrografia e geoquímica de formações ferríferas bandadas e a gênese de cavernas da serra norte, Carajás, Pará [dissertação]. UFPA; 2017.

5d2e13150e8825b92953cf17 tmm Articles
Links & Downloads

Tecnol. Metal. Mater. Min.

Share this page
Page Sections