Tecnologia em Metalurgia, Materiais e Mineração
https://tecnologiammm.com.br/article/doi/10.4322/2176-1523.1288
Tecnologia em Metalurgia, Materiais e Mineração
Artigo Original

USE OF CANGA AS DIMENSION STONE

USO DA CANGA COMO ROCHA ORNAMENTAL

Nogueira, Francielle Câmara; Menezes, Samara Santana; Russo, Mario Luis Cabello; Pereira, Carlos Alberto

Downloads: 0
Views: 478

Abstract

Canga is a residual product resistant to mechanical weathering and practically inert chemical weather. The wide occurrence of this material in the region of Ouro Preto viability their use on behalf of the community and encourage studies about their physical and chemical properties. In this context, this pioneering research supporting the use of canga in the ornamental rock sector focus as dimension stone. The samples collected in geological site of Ouro Preto was characterized using x-ray diffraction, density and porosity determinations, Rockwell hardness test, Schmidt rebound hammer test and chemical analysis. The Schmidt rebound hammer tests were very efficient to detect internal imperfections, which was proven by the test of porosity. In addition, the fact of this test be non - destructive with easy realization makes their use viable, because there is no material lost. The performance of material compared with quartzite, usually used as dimension stone, was proved for this purpose. Its properties even suggest the application in other sectors such as ceramics and construction.

Keywords

Canga, Characterization, Dimension stone.

Resumo

A canga é um produto residual resistente à meteorização mecânica e praticamente inerte ao intemperismo químico. A grande ocorrência desse material na região de Ouro Preto e a viabilização do seu uso em prol da comunidade incentivam o seu estudo e desperta o interesse em conhecer suas propriedades físicas e químicas. Nesse contexto, surge essa pesquisa pioneira fundamentando a utilização da Canga no setor de rochas ornamentais com enfoque na arte da Cantaria. As amostras coletadas no sítio geológico da região em estudo foram caracterizadas utilizando difratometria de raios-X, ensaios de massa específica e porosidade, determinação de dureza Rockwell e ensaios não destrutivos com o esclerômetro Schmidt. Os testes com o esclerômetro mostraram-se muito eficientes para detectar imperfeições internas na peça, o que foi comprovado pelo teste de porosidade. Além disso, o fato desse teste ser não destrutivo e de fácil realização torna a sua utilização viável, não ocorrendo perda de material. O desempenho do material no decorrer do estudo encoraja o seu prosseguimento, visto que, mediante correlação realizada com quartzito, usualmente utilizado como rocha ornamental, foi comprovada a configuração da canga para esta finalidade. Suas propriedades ainda sugerem a aplicação em outros setores como de cerâmica e construção civil.

Palavras-chave

Canga, Caracterização, Rocha ornamental.

Referências

1 Araújo AMM, Sousa AA, Feitosa MCA, Oliveira GAR. Caracterização tecnológica do granito “Exótico Fuji” para usos ornamentais. Tecnologica em Metalurgia, Materiais e Mineração. 2015;12(3):251-256.

2 Mawe J. Travel to Brazil, specifically the districts of gold and diamond in 1809-1810. Belo Horizonte: Official Press of Minas; 1922. 388 p.

3 Menicali UI. Materialidell’ediliziastorica: tecnologia e impiego dei materialitradizionali. Roma: La Nuova Itália Scientifica; 1992. 286 p.

4 Associação Brasileira de Normas Técnicas – ABNT. NBR 12766: rocks for covering: determination of the apparent specific density, apparent porosity and apparent absorption of water: method for tests. Rio de Janeiro; 1992.

5 Segato MC, Pereira CA., Luz JAM. Research, development and revival of stonework in Ouro Preto. Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais; 2007.

6 International Society for Rock Mechanics and Rock Engineering – ISRM. ISRM suggested method for determination jof the Schmidt hammer rebound hardness: revised version. Lisboa; 2008. p. 8.

5b803c980e88256e31896e51 tmm Articles
Links & Downloads

Tecnol. Metal. Mater. Min.

Share this page
Page Sections