Tecnologia em Metalurgia, Materiais e Mineração
https://tecnologiammm.com.br/article/doi/10.4322/2176-1523.20202110
Tecnologia em Metalurgia, Materiais e Mineração
Artigo Original

ESTUDO DA TAXA DE DESOXIDAÇÃO NO REFINO SECUNDÁRIO EM AÇOS DESOXIDADOS AO SILICIO E MANGANÊS

A STUDY OF THE DEOXIDATION RATE IN SILICON MANGANESE DEOXIDIZED STEELS

Thales Botelho, Gabriel Medeiros, José Adilson Castro, André Luiz Vasconcellos da Costa e Silva

Downloads: 0
Views: 55

Resumo

O presente estudo buscou avaliar as características da desoxidação por Si-Mn em aciarias que utilizam fornos elétricos a arco (FEA). Utilizando métodos estatísticos, identificaram-se as variáveis industriais críticas de vazamento no FEA para a evolução do Si e O no início do refino no forno panela (FP). Foi empregado um modelo cinético de primeira ordem para estimar as constantes de desoxidação no início do processo no FP. Os valores obtidos experimentalmente foram 5,3∙10−3 𝑠−1 e 3,6∙10−3 𝑠−1. Como esperado, estes valores são superiores ao estimado para a redução do teor de oxigênio total baseado apenas na energia de agitação por injeção de gás, que foi de 1,67∙10−3 𝑠−1. Isto indica que a agitação no vazamento é muito relevante na desoxidação inicial, como esperado. Foi desenvolvido um modelo que acopla a evolução da composição do aço e da escória, especialmente entre o vazamento e a chegada ao FP. O modelo confirmou a presença de uma fração sólida considerável na chegada ao FP e previu, razoavelmente, a composição da fase liquida neste instante. A atividade da sílica na escória foi mais baixa do que a esperada no equilíbrio. As limitações, potencial e aplicabilidade do modelo são discutidas, visando definir as próximas etapas para um modelo completo de adições de ferro-ligas para os aços desoxidados ao Si-Mn

Palavras-chave

Si-Mn; Oxigênio; Desoxidação; Modelo físico; Cinética; Termodinâmica

Abstract

This work has aimed at evaluating the deoxidation characteristics for Si-Mn in Electric Arc Furnace (EAF) melt shops. A statistical methodology led to the identification of the key EAF tapping process parameters that affect Si and O evolution during secondary refining. A first order kinetic equation estimated the deoxidation constants at the beginning of the ladle furnace process. The experimental values were 5.3∙10−3 𝑠−1and 3.6∙10−3 𝑠−1. As expected, these values are higher than that estimated for the reduction of the total oxygen content based on the gas injection agitation energy, which was 1.67∙10−3 𝑠−1, confirming the importance of the agitation caused by tapping. A model that couples slag and metal composition evolution in special from tapping to arrival at the ladle furnace (LF) was developed. The model confirmed the presence of undissolved slag solid fraction on arrival at the LF and made reasonable prediction for the liquid phase composition. The potential, limitations and applicability of each model are discussed, aiming at defining the next steps for a complete model for ferro-alloys additions to Si-Mn steels.

Keywords

Si-Mn steels; Oxygen; Deoxidation; Physical model; Kinetics; Thermodynamic

Referências

1 Das AK, Mukherjee T. Optimisation of ferroalloy usage in steelmaking. Jameshdpur: NML; 1997 [acesso em 20 nov. 2017]. Disponível em: http://eprints.nmlindia.org/2740/1/1-13.PDF

2 Kothari A, Ranjan R, Singh R, Kumar G, Kumar A, Agrawal A. A real-time ferroalloy model for the optimum ladle furnace treatment during the secondary steelmaking. Journal Ironmaking & Steelmaking: Processes, Products and Applications. 2017;46(3):211-220. http://dx.doi.org/10.1080/03019233.2017.1368952.

3 Botelho T, Medeiros GE, Costa e Silva A, Castro JA. Estudo da taxa de desoxidação em aços desoxidados ao silicio e manganês. In: Associação Brasileira de Metalurgia, Materiais e Mineração. Proceedings of the 49th Steelmaking Seminar – International; 2018 Outubro 2-4; São Paulo, Brasil. São Paulo: ABM; 2018. p. 775-786.

4 Costa e Silva A. Refino dos aços [acesso em 20 mar. 2019]. Disponível em: https://equilibriumtrix.net/refino/capitulos_acs_refino/index.html

5 Graham K. Integrated ladle metallurgy control [thesis]. Hamilton: McMaster University; 2009.

6 Costa e Silva A. Non-metallic inclusions in steels – origin and control. Journal of Materials Research and Technology. 2018;7(3):283-299.

7 Costa e Silva A. Cálculos de equilíbrio em aciaria através da termodinâmica computacional. Tecnologia em Metalurgia e Materiais. 2006;3(1):45-52.

8 Costa e Silva A, Silva V, Leitão L Jr. Santos EA, Silva ACS. Avaliação do equilibrio metal-escória em metalurgia secundária. In: Associação Brasileira de Metalurgia, Materiais e Mineração. Proceedings of the 49th Steelmaking Seminar – International; 2018 Outubro 2-4; São Paulo, Brasil. São Paulo: ABM; 2018. p. 690-701.

9 Miyashita Y. Change of the dissolved oxygen content in the process of silicon deoxidation. Tetsu-to-Hagane. 1966;52:1049-1057.

10 Zhang L, Thomas BG. State of the art in evaluation and control of steel cleanliness. ISIJ International. 2003 [acesso em 2018 jun 3];43(3):271-291. Disponível em: https://www.jstage.jst.go.jp/article/isijinternational1989/43/3/43_3_271/_article

11 Suzuki K, Kitamura K, Takenouchi T, Funazaki M, Iwanami Y. Manufacturing of high-purity steels by ladle refining. Ironmaking & Steelmaking. 1982;9:33-37.

12 Leitão L Jr. Análise da reoxidação na aciaria de aços longos [trabalho de conclusão de curso]. Volta Redonda: Universidade Federal Fluminense; 2017.

13 Botelho T, Medeiros GE, Costa e Silva A, Serra JG. Estimativa da quantidade de escória passante no vazamento do fea através de balanço de massa. In: Associação Brasileira de Metalurgia, Materiais e Mineração. Proceedings of the 47th Steelmaking Seminar – International; 2016; Rio de Janeiro. São Paulo: ABM; 2016. p. 311-319.

14 Cheremisina E, Schenk J, Nocke L, Paul A, Wimmer G. Dissolution rate of pure CaO and industrial lime in converter slags. In: Associação Brasileira de Metalurgia, Materiais e Mineração. Proceedings of the 48th Steelmaking Seminar – International; 2017 Outubro 2-6; São Paulo, Brasil. São Paulo: ABM; 2017. p. 74-84.

15 Levenspiel O. Chemical reaction engineering. 3rd ed. Nova York: John Wiley & Sons; 1999 [acesso em 25 maio 2019]. Disponível em: https://4lfonsina.files.wordpress.com/2012/11/levenspiel-chemical-reaction-engineering.pdf

16 Robertson D, Dei B, Ohguchi S. Multicomponent mixed-transport-control theory for kinetics of coupled slag/metal and slag/metal/gas reactions: application to desulphurization of molten iron. Ironmaking & Steelmaking. 1984;11(1):41-55.


Submetido em:
29/05/2019

Aceito em:
18/02/2020

5f6ba4600e882590369fefc6 tmm Articles
Links & Downloads

Tecnol. Metal. Mater. Min.

Share this page
Page Sections