Tecnologia em Metalurgia, Materiais e Mineração
https://tecnologiammm.com.br/article/doi/10.4322/2176-1523.20243046
Tecnologia em Metalurgia, Materiais e Mineração
Artigo Original

Flotação de minério willemítico usando Bacillus subtilis como depressor

Willemitic ore flotation using Bacillus subtilis as a depressant

Daniel dos Santos Rodrigues; Elenice Maria Schons Silva; André Carlos Silva; Jupyracyara Jandyra de Carvalho Barros; Luís Alberto Silva

Downloads: 3
Views: 244

Resumo

A utilização de microrganismos no processamento mineral tem se tornado um campo da biotecnologia cada vez mais pesquisado e explorado, graças aos benefícios econômicos e ambientais dessa abordagem, embora ainda seja uma área que requer pesquisas mais aprofundadas. Testes de flotação em célula mecânica em escala de bancada foram realizados com o microrganismo Bacillus subtilis como depressor da ganga dolomítica na flotação de willemita. Foram testadas duas dosagens do depressor (500 g/t e 2.000 g/t) e os resultados de recuperação mássica, metalúrgica e teor de zinco foram comparados com os resultados obtidos em um teste de referência realizado de acordo com os padrões da empresa doadora do minério de zinco. O uso do depressor na dosagem de 2.000 g/t produziu resultados estatisticamente superiores ao teste de referência, o que sugere que a utilização do microrganismo nessa dosagem aumentou a seletividade da flotação.

Palavras-chave

Bioflotação; Depressor; Willemita; Minério de zinco

Abstract

The use of microorganisms in mineral processing has become an increasingly researched and explored field of biotechnology, thanks to the economic and environmental benefits of this approach, although it is still an area that requires more in-depth research. Flotation tests in a bench-scale mechanical cell were carried out with the microorganism Bacillus subtilis as a depressant of dolomitic gangue in the willemite flotation. Two dosages of the depressant were tested (500 g/t and 2,000 g/t) and the yield, metallurgical recovery, and zinc content results were compared with results from a reference test carried out according to the standard of the company that donated the zinc ore. The use of the depressant at a dosage of 2,000 g/t produced results that were statistically different and superior to the standard test, which suggests that the use of the microorganism increased the flotation selectivity.

Keywords

Bioflotation; Depressant; Willemite; Zinc ore

Referências

1 Andrade EM, Rodrigues MLM, Pereira CA. Flotação de willemita: otimização por métodos estatísticos. In: Anais do XXIII Encontro Nacional de Tratamento de Minérios e Metalurgia Extrativa; 2009; Porto Alegre. Porto Alegre: Editora da UFRGS; 2009. p. 317-322.

2 Bechir JLC, Metsavaht V, Martins ELC, Souza AD, Lopes LMC, Lima JRB, et al. Determinação da granulometria ideal para a flotação de zinco da usina de Vazante – Votorantim Metais. In: Anais do XLVI Seminário de Redução de Minério de Ferro e Matérias-Primas; 2016; Rio de Janeiro. Rio de Janeiro: Associação Brasileira de Metalurgia, Materiais e Mineração; 2016. p. 231-239.

3 Bechir JLC, Baptista JR, Souza AD, Martins E. Determination of maximum zinc recovery of Vazante mine ore by flotation process. REM - International Engineering Journal. 2019;72(2):315-320. http://dx.doi.org/10.1590/0370- 44672018720069.

4 Silva TAV. Estudo de reagentes na flotação de minério de zinco [dissertação]. Ouro Preto: Universidade Federal de Ouro Preto; 2006.

5 Araújo FSD, Lima RVO, Silva LA, Silva AC. Série histórica de pedidos de patentes de flotação mineral no Brasil. Holos. 2022;5:1-14. http://dx.doi.org/10.15628/holos.2022.8840.

6 Nagaraj DR, Farinato RS. Evolution of flotation chemistry and chemicals: A century of innovations and the lingering challenges. Minerals Engineering. 2016;96-97:2-14. http://dx.doi.org/10.1016/j.mineng.2016.06.019.

7 Rosário LM. Bioflotação de apatita: análise comparativa entre o uso da estirpe microbiana Rhodococcus erythropolis e do seu biossurfactante [dissertação]. Rio de Janeiro: Pontifícia Universidade Católica; 2017.

8 Botero AEC, Torem ML, Mesquita LMS. Perspectiva e potencial aplicação de biorreagentes na flotação de minerais. REM - International Engineering Journal. 2008;61(1):57-61. http://dx.doi.org/10.1590/S0370-44672008000100010.

9 Mesquita LMS, Lins FAF, Torem ML. Biobeneficiamento mineral: potencialidades dos microrganismos como reagentes de flotação. Rio de Janeiro, Brasil: CETEM/MCT; 2001.

10 Bechir JLC. Avaliação do impacto da granulometria e da liberação na flotação do minério de zinco da mina de Vazante [dissertação]. São Paulo: Universidade de São Paulo; 2019.

11 Figueiredo TD, Rodrigues GHG, Silva PHL, Nogueira FC, Pereira CA, Rodrigues KF. Caracterização do minério de zinco, chumbo e prata da mina do Extremo Norte. Holos. 2022;5:1-12. http://dx.doi.org/10.15628/holos.2022.11276.

12 Pereira CA, Zorzal CB, Coelho LC, Oliveira MS. Depressores para dolomita na flotação de willemita. REM - International Engineering Journal. 2011;64(1):105-109. http://dx.doi.org/10.1590/S0370-44672011000100014.

13 Freitas AL No, José D No, Horta DG, Bergeman M. Avaliação da flotação em circuitos de concentração mineral de zinco e chumbo alimentados com produtos de pré-concentração. In: Anais do XIX Simpósio de Mineração; 2018; São Paulo. São Paulo: Associação Brasileira de Metalurgia, Materiais e Mineração; 2016. p. 1-12.

14 Zheng X, Arps PJ, Smith RW. Adsorption of Bacillus subtilis to minerals: effect on the flotation of dolomite and apatites. Process Metalurgy. 1999;9:127-136. http://dx.doi.org/10.1016/S1572-4409(99)80012-1.


Submetido em:
04/12/2023

Aceito em:
21/01/2024

65ccc46ea95395504c2109f2 tmm Articles
Links & Downloads

Tecnol. Metal. Mater. Min.

Share this page
Page Sections