Tecnologia em Metalurgia, Materiais e Mineração
https://tecnologiammm.com.br/article/doi/10.4322/tmm.2014.022
Tecnologia em Metalurgia, Materiais e Mineração
Artigo Original

UTILIZAÇÃO DO EQUIPAMENTO DE ENSAIO EPR-DL DE CAMPO NA DETECÇÃO DE FASE SIGMA

USE OF-EPR-DL FIELD TEST EQUIPMENT FOR DETECTION OF SIGMA PHASE

Barreto, Abrãao Danilo G.; Andrade, Tathiane Caminha; Silva, Cleiton Carvalho; Miranda, Helio Cordeiro de

Downloads: 2
Views: 930

Resumo

O presente trabalho tem como objetivo a correlação do ensaio de susceptibilidade à corrosão intergranular denominado de técnica de reativação potenciocinética cíclica (EPR-DL) com a formação de fase sigma e outras fases deletérias. A partir de amostras retiradas de um tubo de aço AISD UNS S32760 foram realizados diferentes tratamentos isotérmicos de envelhecimento, a 850°C durante os tempos de 1 min, 10 min, 30 min, 1 h, 1,5 h e 10 h. As amostras tratadas e aquela como recebida foram submetidas ao ensaio de corrosão utilizando a técnica polarização eletroquímica de reativação cíclica com ciclo duplo (EPR-DL). Foi possível a detecção de fases deletérias com o equipamento de ensaio EPR-DL de campo. O ensaio EPR-DL de algumas amostras apresentou um segundo pico de reativação em que os resultados mostraram que esse pico pode estar associado com a ferrita ou ter relação com os percentuais de fase chi.

Palavras-chave

Aço inoxidável superduplex, Ensaio EPR-DL, Fase sigma

Abstract

This work has objective to correlate the intergranular corrosion susceptibility test named EPR-DL (Electrochemical Potentiokinetic Reactivation of Double Loop) with the sigma phase formation and other phases. It has been used samples from a UNS S32760 steel pipe for conducting various aging heat treatments. Held isothermal heat treatment at 850°C for 1 min, 10 min, 30 min, 1 h, 1h30min and 10 h. Each heat treated sample and as received were tested using the electrochemical polarization reactivation of double loop technique (EPR-DL). It was possible the detection of deleterious phases with DL-EPR portable cell. The EPR-DL test of some samples showed a second peak of reactivation in which the results showed that this peak might be associated with ferrite or be related to the presence of chi phase.

Keywords

Duplex stainless steels, EPR-DL test, Sigma phase.

Referências



1. Nilsson JO. Super duplex stainless steel. Materials Science and Technology. 1992;8(8):685-700. http://dx.doi. org/10.1179/mst.1992.8.8.685

2. Nunes EB, Miranda HC, Farias JP, Abreu HFG, Silva CC, Motta MF, et al. Efeito da energia de soldagem sobre a microestrutura e propriedades mecânicas da zona afetada pelo calor de juntas de aço inoxidável duplex. Soldagem e Inspeção. 2011;16(3):223-231. http://dx.doi.org/10.1590/S0104-92242011000300004

3. Silva CC, Farias JP, Sant’Ana HB. Evaluation of AISI 316L stainless steel welded plates in heavy petroleum environment. Materials and Design. 2009;30(5):1581-1587. http://dx.doi.org/10.1016/j.matdes.2008.07.050

4. Nilsson JO, Chai G, Kivisäkk U. Recent development of duplex stainless steels. Estocolmo: R&D Centre:Sandvik Materials Technology; 2007.

5. Magnabosco R, Santos DC dos. Intermetallic phases formation during short aging between 850ºC and 950ºC of a superduplex stainless steel. Journal of Materials Research and Technology. 2012;1(2):71-74. http://dx.doi. org/10.1016/S2238-7854(12)70013-3

6. Silva CC. Revestimentos de ligas de nível depositados pelo processo TIG com alimentação de arame frio: aspectos operacionais e metalúrgicos [tese de doutorado]. Fortaleza: Universidade Federal do Ceará; 2010.

7. Escriba DM, Materna-Morris E, Plaut RL, Padilha AF. Chi-phase precipitation in a duplex stainless steel. Materials Characterization. 2009;60(11):1214-1219. http://dx.doi.org/10.1016/j.matchar.2009.04.013

8. Herculano LFG. Desenvolvimento de uma metodologia de ensaio eletroquímico não destrutivo para avaliação da sensitização nos aços inoxidáveis austeniticos [dissertação de mestrado]. Fortaleza: Universidade Federal do Ceará; 2004. PMid:15259494

9. American Society for Testing Materials. ASTM A923: practice A application to identify intermetallic phases in a UNS S32750 superduplex weld joint. West Conshohocken: ASTM; 2010.

10. Albuquerquei VHC, Cortez PC, Alexandria AR, Aguiar WM, Silva EM. Sistema de segmentação de imagens para quantificação de microestruturas em metais utilizando redes neurais artificiais. Revista Matéria. 2007;12(2):394-407. http://dx.doi.org/10.1590/S1517-70762007000200018

11. Gama RS, Sousa FVV, Assis KS, Mattos ICPM, Mattos OR. Fase deletéria em aço inoxidável superduplex: comparação entre os métodos de detecção. In: Associação Brasileira de Corrosão. INTERCORR 2012; 2012; Salvador, Brasil. Rio de Janeiro: ABRACO; 2012.

12. Calliari I, Bassani P, Brunelli K, Breda M, Ramous E. Effect of continuous cooling on secondary phase precipitation in the super duplex stainless steel ZERON-100. Journal of Materials Engineering and Performance. 2013;22(12):3860- 3866.. http://dx.doi.org/10.1007/s11665-013-0689-6

13. Oliveira CG. Avaliação da susceptibilidade à corrosão dos aços inoxidáveis super duplex UNS S32750 (SAF 2507) e UNS S32760 (ZERON100) utilizando uma célula de EPR portátil [dissertação de mestrado]. Fortaleza: Universidade Federal do Ceará; 2014.
588696ee7f8c9dd9008b4779 tmm Articles
Links & Downloads

Tecnol. Metal. Mater. Min.

Share this page
Page Sections