Tecnologia em Metalurgia, Materiais e Mineração
https://tecnologiammm.com.br/doi/10.4322/2176-1523.20191641
Tecnologia em Metalurgia, Materiais e Mineração
Artigo Original

INFLUÊNCIA DO TEMPO DE SECAGEM, TAMANHO DAS PELOTAS, VAZÃO E TEMPERATURA DOS GASES NO PROCESSO DE SECAGEM DE PELOTAS DE MINÉRIO DE FERRO

INFLUENCE OF GRANULOMETRY, FLOW, TEMPERATURE AND TIME IN THE DRYING PROCESS OF IRON ORE PELLETS

Ana Caroliny Ferreira Pirola, Daniel Ernesto Otárola Tasaico, Mauricio Cota Fonseca

Downloads: 0
Views: 210

Resumo

Este trabalho avaliou a influência do tamanho das pelotas, temperatura e vazão dos gases, e tempo de exposição na etapa de secagem de pelotas de minério de ferro, buscando determinar a contribuição individual e combinada das variáveis na eficiência deste processo. As variáveis respostas escolhidas para essa avaliação foram a perda de umidade e a resistência à compressão das pelotas cruas secas. Os resultados mostraram que as maiores perdas de umidade foram obtidas para as maiores temperaturas, vazão do gás e tempo de secagem. Não ocorreram diferenças significativas de perda de umidade em relação ao tamanho das pelotas. Os melhores resultados de resistência à compressão foram obtidos nas pelotas com tamanho entre 14,0mm e 16,0mm, com os menores níveis de temperatura do gás e tempo de secagem. As vazões não apresentaram diferenças significativas em relação à resistência à compressão. Foi possível otimizar o experimento modificando os níveis dos fatores escolhidos de maneira a obter uma melhor eficiência na secagem, o que pode propiciar uma maior produtividade do forno de pelotização

Palavras-chave

Secagem; Pelota de minério de ferro; Resistência à Compressão; Umidade.

Abstract

This study evaluate the influence of pellets size, gas temperature and flow, and exposing time on drying step of iron ore pellets, seeking to determine the individual and combined contribution of the variables in the efficiency of this process. The response variables used to assess the efficiency of drying were the moisture and the cold compression strength of dried pellets. The results showed that the higher pellet moisture loss rates were obtained for the highest temperature, gas flow and drying time. There were no significant differences moisture in relation the pellet size. The best results of cold compression strength were obtained to bigger pellets, lower gas temperature and drying time. Flow rates showed no significant differences in the cold compression strength. It was possible to optimize the experiment changing the levels of selected factors in order to obtain better efficiency in drying and higher pelletizing furnace productivity.

Keywords

Drying; Iron ore pellet; Cold compression strength; Moisture.

Referências

1 Fonseca MC. Influência da distribuição granulométrica do pellet feed no processo de aglomeração e na qualidade da pelota de minério de ferro para redução direta [dissertação]. Ouro Preto: Universidade Federal de Ouro Preto; 2004.

2 França SCA, Luz AB, Sampaio JA. Tratamento de minérios. 5. ed. Rio de Janeiro: CETEM/MCT; 2010.

3 Athayde M. Modelamento fluidodinâmico da zona de queima de fornos de grelha móvel para pelotização de minério de ferro [dissertação]. Belo Horizonte: Universidade Federal de Minas Gerais; 2013.

4 Fonseca VO. Envelhecimento de pelotas de minério de ferro com diferentes basicidades e teores de MgO [dissertação]. Ouro Preto: Universidade Federal de Ouro Preto; 2002.

5 Matos AP. Influência da temperatura, pressão, produção e granulometria no processo de secagem das pelotas cruas [dissertação]. Ouro Preto: Universidade Federal de Ouro Preto; 2007.

6. Meyer K. Pelletizing of iron ores. Heidelberg: Springer-Verlag Berlin, Dusseldorf: Verlag Stahleisen mbH, s.n., 1980.

7 Souza AL. Efeito da adição de cal hidratada na etapa de aglomeração das pelotas de minério de ferro produzidas pela Samarco S.A. [Dissertação]. Belo Horizonte: Universidade Federal de Minas Gerais; 2014.

8 Pereira R O S, Seshadri V. Secagem de pelotas de minério de ferro. Metalurgia – ABM. 1985;41(328):141-144.

5c86b6840e8825fe23db04aa tmm Articles
Links & Downloads

Tecnol. Metal. Mater. Min.

Share this page
Page Sections