Tecnologia em Metalurgia, Materiais e Mineração
https://tecnologiammm.com.br/article/doi/10.4322/2176-1523.20232780
Tecnologia em Metalurgia, Materiais e Mineração
Artigo Original

Avaliação do desempenho de rebolos para o esmerilhamento de trilhos

Eric Pretti; Antônio Ernandes Macêdo Paiva

Downloads: 1
Views: 330

Resumo

Os rebolos representam um percentual expressivo no custo operacional do esmerilhamento de trilhos. Assim, é importante conhecer o desempenho de diferentes modelos deste insumo para a melhor eficiência deste processo de manutenção. Foram testados cinco modelos de rebolo em uma esmerilhadora de trilhos de grande porte, em regime de manutenção da ferrovia. Veri-ficou-se a capacidade de remoção de material, acabamento superficial e homogeneidade no corte. Obtendo-se o volume consumido do rebolo e o material removido do trilho por unidade de tempo, calculou-se o G-Ratio, índice utilizado para avaliação de desempenho de ferramen-tas abrasivas. Dentre as características de cada modelo de rebolo, foi utilizada a informação do tipo de grão abrasivo para correlacionar com o resultado do G-Ratio. Os rebolos que apresenta-ram o melhor resultado tem em sua composição grãos de alumina-zircônia com concentração de até 40% de ZrO2 e 2% TiO2. Em contrapartida, o rebolo com o desempenho mais baixo possui grãos abrasivos com uma menor concentração de zircônia. Os valores encontrados do G-Ratio vão desde 10,0 até 17,4, sendo que quanto maior, melhor é a remoção de material por volume consumido do rebolo.

Palavras-chave

Rebolo; Esmerilhamento; Abrasivo; Ferrovia

Referências

1 Associação Brasileira de Normas Técnicas. NBR 15230: ferramentas abrasivas - uso, manuseio, segurança,
classificação e padronização. Rio de Janeiro: ABNT; 2016.
2 Sroba P, Roney M. Rail grinding best practices. In: Annual Conference of the AREMA. Illinois: AREMA; 2003.
3 Burns A. Rail Grinders [Internet]. American Rails; 2022 [acesso em 25 Fev 2022]. Disponivel em: https://www.
american-rails.com/grinders.html
4 Gordon E, Hickory MJW. Grinding wheel abrasive composition. US Patent 5,061,295. 1991 Out. 22.
5 Rowse RA, Mass S, Watson GR. Zirconia-alumina abrasive grain and grinding tools. US Patent 3,891,408. 1975 Jun
24.
6 International Heavy Haul Association. Guidelines to best practices for heavy haul. International Heavy Haul
Association. Virginia: IHHA; 2001. 484 p.
7. ZarembskI A. Effectiveness of high speed rail grinding on metal removal and grinding productivity. New York:
RT&S, Simmons-Boardman Publishing, 2012.
8 Sroba, P. PP-08-47 - preventive grinding on Estrada de Ferro Carajás. Pueblo: Transportation Technology Center;
2008. 28 p.
9 Pretti E. Esmerilhamento de trilhos na Estrada de Ferro Carajás. VALE: São Luís; 2016. 25 p.
10 Pretti E. Caracterização e desempenho de materiais cerâmicos abrasivos para o esmerilhamento de trilhos
[dissertação]. São Luís: IFMA; 2022.
11 Associção Brasileira de Normas Técnicas. NBR ISO 8486-1: abrasivos aglomerados - determinação e designação da
distribuição da granulometria. Rio de Janeiro: ABNT; 2013.
12 Associação Brasileira de Normas Técnicas. NBR ISO 525: produtos abrasivos aglomerados - requisitos gerais. Rio
de Janeiro: ABNT; 2013.
13 Xie H, Chen X, Zeng W, Qiu W, Ren T. A novel prediction method for rail grinding profile based on an interval
segmentation approach and accurate area integral with cubic NURBS. Advances in Mechanical Engineering.
2020;12(7):1-12.
14 Zhou K, Ding H, Steenbergen M, Wang W, Guo J, Liu Q. Temperature field and material response as a function of
rail grinding parameters. International Journal of Heat and Mass Transfer. 2021;175:121366.
15 Saint-Gobain. Norzon NV - The sharpest Zirconia grain ever. Worcester: Saint-Gobain; 2011.
16 Saint-Gobain. ZF®/ZS® for Bonded Abrasives. Worcester: Saint-Gobain; 2016.
17 Saint-Gobain. AZ40 for bonded abrasives. Shanghai: Saint-Gobain; 2017.
18 Seo S. A review and comparison of methods for detecting outliers in univariate data sets. Pennsylvania: University
of Pittsburgh; 2006.
19 Passos ER, Rodrigues JA. The influence of titanium and iron oxides on the coloring and friability of the blue fired
aluminum oxide as an abrasive material. Cerâmica. 2016;62(361):38-44.


Submetido em:
30/07/2022

Aceito em:
29/05/2023

64beb541a953950498038742 tmm Articles
Links & Downloads

Tecnol. Metal. Mater. Min.

Share this page
Page Sections