Tecnologia em Metalurgia, Materiais e Mineração
https://tecnologiammm.com.br/article/doi/10.4322/tmm.00502004
Tecnologia em Metalurgia, Materiais e Mineração
Artigo Original

ANÁLISE TERMODINÂMICA DA PRODUÇÃO DE FeCr-AC A PARTIR DAS CINZAS DA INCINERAÇÃO DE APARAS DE COURO

TERMODYNAMIC ANALYSIS OF HC-FeCr ALLOY PRODUCTION FROM LEATHER SCRAPS INCINERATION ASHES

Alves, Claudia Rosane R.; Heck, Nestor Cezar; Schneider, Ivo André H.

Downloads: 0
Views: 455

Resumo

A indústria do couro produz grandes volumes de aparas curtidas ao cromo. Esse resíduo pode ser incinerado, gerando uma cinza rica em óxido de cromo. O objetivo deste trabalho é estudar a reutilização do metal na produção de uma ferro-liga FeCr-AC comercial, evitando o descarte em aterros. Realizou-se uma análise termodinâmica simulando o processo de redução do óxido de cromo a fim de fundamentar e fornecer condições para futuros experimentos em laboratório. Os resultados da simulação demonstram que é possível a reutilização metalúrgica do cromo contido nas cinzas da incineração das aparas de couro.

Palavras-chave

Cromo, Ferro-ligas, Couro, Reciclagem

Abstract

The leather tanning industry produces large volumes of chrome tanned skins scraps. This residue can be incinerated, producing a chromium oxide rich ash. The aim of this work is to study the metal recycling in the production of commercial iron alloy HC-FeCr, avoiding landfill discharge. A thermodynamic analysis was carried out to simulate the chromium oxide reduction process to supply the conditions for future laboratory experiments. The results show that is possible the metallurgical reuse of the chromium contained in leather scraps incinerations ashes.

Keywords

Chromium, Ferro alloy, Leather, Recycling

Referências

1 FUNDAÇÃO ESTADUAL DE PROTEÇÃO AMBIENTAL HENRIQUE LUIS ROESSLER. Relatório sobre a geração de resíduos sólidos industriais no Estado do Rio Grande do Sul. Porto Alegre: FEPAM, 2003. Disponível em: . Acesso em: 23 jun. 2008.

2 GODINHO, M. Gaseificação e combustão de resíduos sólidos da indústria calçadista. 2006. 106p. Tese (Doutorado em Tecnologia Mineral/Metalurgia Extrativa) – Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2006.

3 GODINHO, M.; VILELA, A.C.F.; MARCÍLIO, N.R.; MASOTTI, L.; MARTINS, C.B. Gasification and combustion of the footwear leather wastes. The Journal of the American Leather Chemists Association, v. 102, n. 6, p.182-90, 2007.

4 ALVES, C. Obtenção de uma liga Ferro-Cromo de alto teor de carbono utilizando cinzas da incineração de aparas de couro. 2007. 104 p. Dissertação (Mestrado em Tecnologia Mineral/Metalurgia Extrativa) – Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2007.

5 BENEDUCE NETO, F. Cinética da redução carbotérmica de cromita brasileira (Concentrado Jacurici). 2002. 137 p. Tese (Doutorado em Engenharia de Materiais e Metalúrgica) - Escola Politécnica da Universidade de São Paulo, São Paulo, 2002.

6 BALE, C.W.; CHARTRAND, P.; DEGTEROV, S.A.; ERIKSSON, G.; HACK, K.; BEN MAHFOUD, R.; MELANÇON, J.; PELTON, A.D.; PETERSEN, S. FactSage thermochemical software and databases. Calphad, v. 26, n. 2, p.189-228, Jun. 2002.

7 JUNG, I.H.; DEGTEROV, S.A.; PELTON, A.D. A thermodynamic model for deoxidation equilibria in steel. Metallurgical and Materials Transactions B, v. 35B, n. 3, p. 493-507, jun. 2004.

8 DOWNING, J.H. Smelting chrome ore. Geochimica et Cosmochimica Acta, v. 39, p.853-6, set. 1974.

9 PERDOMO-GONZÁLEZ, L.; QUINTANA-PUCHOL, R.; CRUZ-CRESPO, A.; CASTELLANOS- ESTUPIÑÁN, J.; GARCÍA-SÁNCHEZ, L.L.; FORMOSO-PREGO, A.; CORES-SÁNCHEZ, A. Empleo de cromitas refractarias para la obtención de fundentes aglomerados utilizados en la soldadura automática por arco sumergido (SAW). Revista de Metalurgia, v. 39, n. 4, p. 268-78, ago. 2003.

10 ROSENQVIST, T. Principles of Extractive Metallurgy. Tokyo: McGraw-Hill, 1974.

11 Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior - Secretária de Comercio Exterior. Secex-77 (Circular 77), Out. 2003. Disponível em: . Acesso em: 01 out. 2006.
588696bd7f8c9dd9008b4698 1573492069 Articles
Links & Downloads

Tecnol. Metal. Mater. Min.

Share this page
Page Sections